MULTIPLICANDO O DINHEIRO

Bom, faltam 10 dias pra acabar o mês e eu estou com R$88,00. Pelas minhas contas eu deveria ter 9o e pouco, mas devo ter gasto algum trocadinho que não lembro.

Na última 5a feira 15/10 eu fui na aula de dança, depois fui pra minha vó. No caminho comprei um pedaço de melancia e abacaxi na barraca: R$ 6,50. Depois vim pra casa para terminar o presente da minha amiga. Queria fazer algo original, que ficasse marcado e que não fosse caro. Mas acho que mesmo se eu não tivesse me restringindo com dinheiro, talvez eu faria a mesma coisa. Só compraria uns papeizinhos diferentes. Bom, o que eu fiz? Peguei uma caixinha aqui que eu tinha fofinha, de material reciclado, e pedi para vários amigos e pessoas queridas dela me mandarem em uma palavra o que eles mais lembram/ relacionam com essa minha amiga. Aí as pessoas foram me mandando, eu cortei vários papéis durinhos que eu já tinha em casa, mais uns outros cartõezinhos tipo tag de natal, e fui escrevendo…. daí no verso eu colocava o nome de quem disse aquilo. Era pra ela ir adivinhando. E foi suuuuper legal. Ela adorou, foi super dedicado, muito fofo.

IMG_2396

16/10 sex

Finalmente fui ao mercado: R$ 52,00 e à feira de rua: R$ 38,00. É tão legal ir nessas feiras de rua de bairro…. frutas mais fresquinhas, mais vivas, aquela gritaria, os preços baixando depois do meio dia….. mas a sensação tanto no mercado quanto na feira é de que você não comprou quase nada e gastou uma grana. De frutas e verduras eu até que comprei bastante coisas pelo que gastei. Mas mercado, é sempre aquela frustração. Ah, definitivamente O DIA% é o mercado mais barato. Não tem variedades, mas para as coisas básicas, ele é bem funcional. Se liga:

Mercado

Mercado

Feira

Feira

 

 

 

 

 

 

 

Sábado e domingo eu fiquei em casa, fiz comida aqui, meu irmão veio almoçar e minha amiga que mora comigo também. Mais tarde fiz brigadeiro, ahh lembrei, comprei 2 potes de leite condensado, ta aí a diferença que eu falei lá em cima. Foram uns 6,00 e uma outra amiga veio em casa tricotar comigo. Fiquei lendo e estudando o fim de semana, sem gastos.

Segunda 19/10 almocei em casa e fui direto para o New Ways, fiquei até a noitão e comi por lá. Na terça 20/10 almocei em casa de novo e fui pra minha vó. Também não gastei nada. 2x na semana eu vou dar o jantar da minha vó, que precisa de cuidados, e janto com ela. Isso eu com ou sem dinheiro, com ou sem meta fiz, faço e vou continuar fazendo. Assim como pegar carona com as pessoas que estão no meu fluxo. Seguindo minha rotina normal.

O mais interessante que eu estou achando de tudo isso, é que eu estou colocando consciência nas compras. Vendo o preço real das coisas, comparando, reparando o que aumentou, se vale a pena levar agora ou não. E isso é o mais importante. Eu confesso que não era muito assim. Se eu queria comer abacate, eu ia lá e comprava abacate. Foda-se o preço, não ia pesquisar muito. Achei ali, bonito, comprava, mais prático, não precisaria andar muito; pronto, resolvia o que eu queria. Agora não, eu estou pesquisando vi que no mercado é mais caro, no começo da feira também, depois vi que a outra barraca diminuiu o preço, a qualidade era boa, voltei na outra, fui naquela…. e comprei um com qualidade boa e preço mais barato. E assim está sendo com tudo. Não estou indo mais só pela praticidade e conforto…. Estou realmente olhando para o que estou consumindo. E esse tem sido o maior aprendizado… estou gostando BAS-TAN-TE dessa experiência. Consciência GERAL.

E uma coisa que aprendi: sempre vai ter alguém em melhor situação do que a minha, e sempre alguém em situação pior. Seja financeira, física ou emocional. Então não tem título de comparação. É apenas um desafio para os meus padrões. E está tudo bem.

Eu sei que tem gente que tem que viver o mês inteiro sendo chefe de família, pagando contas e tudo mais com 500,00, e que tem também gente que vivia com 10 mil e agora precisa viver com 5 mil. E tá tudo bem também. Não estou fazendo nada pra me comparar. Minha proposta é me desafiar a viver com esse valor dentro dos meus padrões, a olhar mais para o valor das coisas, e ver que eu posso fazer muitas coisas com custo baixo. E que abundância de pensamento gera abundância em todos os sentidos. Repara que do nada ontem me ligou uma pessoa de um grupo de pesquisa que eu me encaixava no perfil e me ofereceram R$ 100,00 pra ir lá responder. Fui hoje lá, respondi, gastei 2 horinhas, comi lanchinho e ganhei 100 pratas. Achei tb 100,00 que tinha guardado numa caixinha, do nada, acho que no ano passado. Mas não vou contar com esses achados não. Foco nos 500. Sexta feira no bar também minha amiga quis pagar a minha parte. Eu falei que não era justo porque senão ia blefar com meu desafio na rotina normal e ela disse: “aceita que eu quero pagar porque você é uma pessoa que a gente gosta, sua cia eu faço questão, e vai ser assim”. E assim foi. Como eu também já paguei tantas outras coisas pra alguém pelo simples prazer de estar lá com a pessoa, e sem esperar nada em troca…. Valor das pessoas… Abundância atrai abundância…. Aprendendo também a receber….. É tanta coisa que a vida ensina pra gente….. Basta se abrir e se conectar com o universo…..